Criança 11 anos perde a vida por causa de vírus da gripe

Residente em Nova Iorque, o pequeno Luca Calanni perdeu a vida, após contrair o vírus da gripe. O mesmo originou uma paragem cardíaca e a criança de 11 anos acabou por morrer. Luca é a 2ª criança em Nova Iorque a perder a vida por causa da gripe em 2020.

A mãe chegou a levá-lo três vezes ao médico, mas nunca sentiu uma única melhoria no filho. Então, levou-o ao Hospital Pediátrico John R. Oishei em Buffalo. Aí, Luca foi diagnosticado com um choque séptico e acabou por ficar internado.

Passado três dias, o vírus da gripo alcançou o seu coração. A população de Nova Iorque está indignada por causa de Luca ter sido vacinado contra a gripe.

Jovem de 24 anos “Posso ter 50 orgasmos por dia e já pensei em suicidar-me”

Aos 24 anos, a jovem Amanda Gryce tem múltiplos orgasmos por dia. Desde os 6 anos, a jovem padece de Síndrome da Excitação Sexual Persistente. “Acontece-me a qualquer hora e em qualquer lugar. Posso ter 50 orgasmos por dia e por hora chegam a ser quase 10.

Qualquer que seja o estímulo pode desencadear um orgasmo, até mesmo o barulho de um carro. Acontece-me ter orgasmos até quando estou com os meus amigos…na verdade podia ser pior, não é uma doença que me vai matar. Só tenho de fingir que não se passa nada e aprender a viver com isto”, revelou a jovem ao jornal The Sun.

O médico aconselhou a jovem a exercícios de relaxamento e meditação. “Há coisas que posso fazer para diminuir a quantidade de orgasmos, mesmo que ainda assim sejam constantes. (…) Assumir o controlo do distúrbio, em vez de tentar controlá-lo, é um sonho tornado realidade”, esclarece.

Fotografia mostra coala a “velar amigo” morto pelas chamas na Austrália

Uma imagem arrepiante mostra um coala a velar um amigo que perdeu ficou nas chamas na austrália. Felizmente este coala acabou por ser resgatado por uma equipa de resgate e está agora em recuperação. Foram milhares de animais os que perderam as vidas nos incêndios australianos, em imagens arrepiantes que nos têm chegado.

Esta fotografia mostra-nos o coala de rosto para baixo, como se estivesse a velar o corpo do amigo que pereceu nas chamas. Uma imagem comovente que não deixa ninguém indiferente. Kelly, voluntário da equipa de resgate falou sobre o momento “Esta é uma das situações mais difíceis que já testemunhei como voluntário: os corpos dos animais à distância dos meus olhos”.

 

 

Entretanto, têm surgido notícias de chuvas a cair no território australiano. Chuvas que vêm em força, e começaram a atingir Sydney na manhã desta quinta-feira!

Após meses de fogos, agora vêm tempestades intensas. Segundo os meios de comunicação, está previsto que a chuva chegue ao estado australiano de Victoria e o oeste de Nova Gales do Sul – zonas muitos afetadas pelos fogos – já na segunda-feira.

Chuva e tempestades vão começar a aumentar em Queensland, Nova Gales do Sul e Victoria a partir de quarta-feira e continuarão a afetar partes do leste da Austrália todos os dias, até pelo menos no início de cada semana que vem”, diz o Weatherzone.

 

Criança vende coalas e angaria 17 mil euros para salvar animais na Austrália

Para ajudar os animais vítimas dos incêndios na Austrália, Owen Coley conseguiu angariar mais de 17 mil euros através da venda de pequenos coalas feitos de argila. A criança de 6 anos reside no estado norte-americano de Massachusetts e ficou bastante triste com a situação.

Com o orgulho, a mãe de Owen revela à CNN que “foi a primeira vez que o meu filho fez um pedido que não fosse diretamente para ele…perguntei se ele queria ajudar os animais e ele disse que sim. Começámos a criar pequenas esculturas de coalas feitas de argila e a oferecê-las a amigos e familiares em troca de uma doação”.

Até ao momento, o menino fez cerca de 55 coalas de argila e, em apenas 1 semana, contabilizou cerca de 20 mil dólares. O destino dos fundos é o centro de resgate animal Wildlife Rescue South Coast em Nova Gales do Sul.

BASE Jumper resgatado ao fim de horas preso em montanha

Paraquedas deste Base Jumper ficou preso numa parede rochosa de uma montanha, tendo que ser resgatado. Foram horas à espera de ser salvo, a mais de 200 metros de altura. Johannes Grasser tem 28 anos, e esteve mais de duas horas preso na parede da montanha na Tailandia.

O paraquedas ficou emaranhado num dos lados da montanha, depois de o austriaco ter saltado do topo da mesma. Foi salvo porque os populares aperceberam-se de Grasser a pairar da montanha.

 

Criança é recebida na escola com ovação em pé após terminar quimioterapia

Em 2016, John Oliver Zippay foi diagnosticado com leucemina. Nessa altura, a criança tinha 3 anos e, desde aí, ele esteve ausente da escola por largos períodos de tempo. Agora, com 6 anos, John foi recebido com uma valente ovação em pé pelos seus colegas.

Após terminar a sua última sessão de quimioterapia, os colegas da escola primária de Newbury em Ohia (EUA) alinharam-se à entrada das salas e “criaram” uma espécie de corredor de boas-vindas.

Assim que John Zippay surgiu na entrada, os colegas dedicaram-lhe uma ovação em pé. Vê o momento:

Vídeo mostra cão a partilhar água com coala sedento na Austrália

Os incêndios na Austrália já duram há vários meses e estima-se que tenham matado mil milhões de animais selvagens até ao momento. Vários animais tiveram que fugir dos seus habitats!

Recentemente, através das redes sociais, foi partilhado um vídeo que mostra um cão a partilhar água com um coala sedento. Segundo os responsáveis de Rusty, atualmente, é habitual os coalas aparecerem para saciar a sede.

Este momento tornou-se viral…veja o vídeo:

Morre de CANCRO e deixa carta emotiva com conselhos para TODOS.

A australiana Holly Butcher, 27 anos, deixou uma bonita carta de despedida com palavras de incentivo aos familiares antes de morrer. A jovem faleceu na última quinta-feira vítima de um cancro.

Foi no perfil de Holly que a família da australiana informou sobre o fim da jornada da ente querida. Na rede social, familiares também compartilharam a mensagem enviada por ela antes de vir a falecer.

Na carta, Holly começar falando sobre a o processo de aceitação da morte que precisou se submeter. “É uma coisa estranha perceber e aceitar a sua mortalidade aos 26 anos de idade. Isso é apenas algumas dessas coisas que você ignora. Os dias vão passando e você apenas espera que eles continuem vindo. Até que o inesperado aconteça. Eu sempre me imaginei envelhecendo e ficando com rugas – muito provavelmente causadas por minha linda família (cheia de crianças). Eu planejava construir isso com o amor da minha vida. Esta é uma coisa da vida; é frágil, preciosa e imprevisível. E cada dia é um presente, não um direito dado. Eu tenho 27 anos agora. Não quero ir. Eu amo a minha vida. Estou feliz… Devo isso aos meus entes queridos. Mas o controle está fora das minhas mãos.”

Diante da situação em que vivia, Holly começa a dar alguns conselhos a quem ainda tem muito tempo de vida. Para a australiana, é importante dedicar esse tempo ao que realmente importa, a fim não desperdiçá-lo. “Só quero que as pessoas parem de se preocupar tanto com as coisas pequenas e as tensões insignificantes na vida e tentem lembrar-se que todos nós temos o mesmo destino depois disso tudo. Então, faça o que puder para que seu tempo seja incrível, sem besteiras. Nesses momentos que você estiver lamentando por coisas ridículas, apenas pense que alguém está realmente enfrentando um problema. Seja grato pelo seu pequeno problema. Não faz mal reconhecer que algo é irritante, mas tente não continuar a carregar isso e afetar negativamente o dia de outras pessoas.”

Para Holly, é importante admirar detalhes simples da vida e deixar de se irritar e estressar com fatos do cotidiano, como o trânsito, o corte de cabelo que deu errado. “Veja como o céu é azul e como as árvores são verdes; é tão lindo. Pense como você é sortudo por poder fazer isso: respirar. É tudo tão insignificante quando se olha para a vida como um todo. Estou vendo meu corpo desaparecendo diante dos meus olhos e não há nada que eu possa fazer. E tudo o que desejo agora é que eu pudesse ter mais um aniversário ou natal com a minha família, ou apenas mais um dia com o meu parceiro e o meu cão.”

Outro ponto levantado pela australiana refere-se à solidariedade. “Dê, dê, dê. É verdade que você ganha mais felicidade fazendo coisas para outros do que para si mesmo. Gostaria de ter feito mais isso. Compre algo para seu amigo em vez de outro vestido. Leve-os para uma refeição, ou melhor ainda, prepara-lhes uma refeição. Dê para eles uma planta, uma massagem ou uma vela e diga quanto os ama. Use seu dinheiro em experiências. Ou ao menos não perca experiências porque gastou todo o dinheiro com coisas materiais.”

Além do plano material, é importante pensar no outro por meio de boas ações que vão além da compra de roupa, de presentes ou de benefícios similares. “Comece doando sangue. Doações de sangue (mais bolsas que eu poderia contar) me ajudaram a me manter viva por mais um ano. Um ano que eu serei eternamente grata, que eu passei aqui na terra com minha família, amigos e cachorro. Um ano em que eu tive alguns dos melhores momentos da minha vida”, termina Holly.

Helicópteros distribuem cenouras para alimentar animais

A Austrália está a ser devastada por incêndios que já duram há vários meses. Milhares de animais e imensas colónicas foram ameaçada e, até mesmo, extintas na sequência da destruição dos alimentos para os animais.

Os cangurus e os coalas são os animais mais afetados, tendo fugido dos próprios habitats. Através da boa vontade dos australianos, diversos voluntários distribuíram cenouras, atirando-as por um helicóptero.

Desde setembro, estima-se que tenham morrido cerca de mil milhões de animais selvagens na Austrália. Agora, as autoridades locais estão a aproveitar uma descida das temperaturas para distribuir alimentos.

Vê o momento:

Meghan Markle e Harry abdicam dos títulos reais e Rainha Isabel II reage

Na passada quarta-feira, o Palácio de Buckingham emitiu um comunicado em relação à decisão do príncipe Harry e Meghan Markle desejarem abdicar dos títulos reais. “Compreendemos o desejo de seguir uma diferente abordagem mas isto é um assunto complicado que levará o seu tempo.

As conversas com o duque e a duquesa de Sussex estão numa fase inicial”, lê-se na nota. Através do Instagram, Harry e Meghan Markle tinham informado “Depois de muitos meses de reflexão e conversas internas, nós decidimos fazer uma transição este ano e começar a traçar progressivamente um novo papel nesta instituição. Pretendemos dar um passo atrás como membros ‘séniores’ da família real e trabalhar para nos tornarmos financeiramente independentes, ao mesmo tempo em que continuamos a apoiar totalmente a Sua Majestade, a rainha”.

Este anúncio apanhou todos de surpresa e, segundo a BBC, “nenhum outro membro foi consultado. O Palácio está desapontado”. Assim sendo, eles vão tornar-se “financeiramente independentes”.