Médico espanhol confessa “Eu sei porque há listas de espera” em Portugal

Ninguém controla esta vergonhosa situação…todos contribuímos e, quem sofre as consequência são sempre os mesmos! Agora, PARTILHA e percebe, qual é o verdadeiro motivo das (enormes) listas de espera no nosso Sistema Nacional de Saúde (SNS). Lê o depoimento até ao fim!

O problema são os governos todos, que têm permitido transformar Portugal num paraíso dos criminosos e num inferno, para os inocentes. Governos que apoiam e promovem um mau serviço público e assim empurram o cidadão para os privados. Em seis dias, um oftalmologista espanhol realizou 234 cirurgias a doentes com cataratas no Hospital Nsa Srª do Rosário, no Barreiro, num processo que está a “indignar” a Ordem dos Médicos. Os preços praticados são altamente concorrenciais, tendo sido esta a solução encontrada pelo hospital para combater a lista de espera.
O paciente mais antigo já aguardava desde Janeiro de 2007, tendo ultrapassado o prazo limite de espera de uma cirurgia. No ano passado chegaram a existir 616 novas propostas cirúrgicas em espera naquela unidade de saúde. Os sete especialistas do serviço realizaram apenas 359 operações em 2007 (cerca de 50 por médico num ano). No final do ano passado, a lista de espera era de 384, e foi entretanto reduzida a 50 com a intervenção do médico espanhol.

A passagem pelo Barreiro durante o mês de Março – onde garante regressar nos próximos dois anos, embora o hospital não confirme – foi a segunda experiência em Portugal do oftalmologista José Antonio Lillo Bravo. Entre 2000 e 2003 já havia realizado 1500 operações no Hospital de Santa Luzia, em Elvas, indiferente às “críticas” de que diz ter sido alvo dos colegas portugueses.
Eu percebo a preocupação deles e sei porque há listas de espera tão grandes em Portugal. É que por cada operação no privado cobram cerca de dois mil euros
”, confessa o oftalmologista espanhol. Afinal, por cada operação realizada no Barreiro, ele cobra 900 euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *